quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Varizes e Microvarizes

VARIZES são veias dilatadas e tortuosas que se desenvolvem abaixo da pele, visíveis a olho nu. As veias mais acometidas são as dos membros inferiores: pés, pernas e coxas. Com a dilatação das veias e a falha das válvulas que existem em seu interior, podem aparecer diversos sintomas nas pernas. Algumas pessoas apresentam ainda minúsculas ramificações avermelhadas que podem ser causa de dor e provocam desconforto estético em seus portadores – são as MICROVARIZES.

Nem todo mundo tem varizes, mas esse número está por volta de 18% da população adulta. Elas são causadas pelo enfraquecimento e perda da elasticidade da parede das veias. As maiores vítimas são as mulheres, em virtude dos hormônios femininos. Entretanto, o principal fator de risco é a hereditariedade. Veja agora outros fatores que contribuem para favorecer o aparecimento das varizes ou agravar as de quem já as tem:

Idade – costumam aparecer a partir de 30 anos e piorar com o passar os anos. As microvarizes podem aparecer em pessoas bem mais jovens.

Obesidade – o sobrepeso aumenta a pressão sobre as veias e dificulta o retorno do sangue.

Temperatura – exposição ao calor por tempo prolongado pode provocar dilatação das veias.

Tabagismo – a parede das veias sofre as agressões das substâncias contidas nos cigarros.

Gravidez – a quantidade de sangue circulante aumenta e, portanto, aumenta o trabalho das veias. Aumenta também a quantidade de progesterona, que as dilata. Outro fator: o útero aumenta de tamanho e comprime as veias do abdome e da pelve da mulher, colocando assim um obstáculo para a subida do sangue das pernas para o coração.

Sedentarismo – o movimento das pernas é muito importante para “bombear” o sangue das veias, portanto, ficar muito tempo sentado ou em pé parado é muito ruim.

Na grande maioria das vezes a queixa principal é estética: quando estamos em pé, as veias ficam dilatadas, tortuosas e muito visíveis. Alguns outros sinais e sintomas são: agrupamentos de finos vasos avermelhados, queimação nas pernas e planta dos pés, inchação, especialmente nos tornozelos ao final do dia, prurido ou coceira, cansaço ou sensação de fadiga e peso nas pernas e câimbras.

O diagnóstico é feito através de um exame físico realizado por um cirurgião vascular. Não é preciso o uso de aparelhos. Caso a doença esteja presente, um exame de ultrasson Doppler pode ser solicitado para verificar a necessidade ou não de cirurgia. O tratamento pode ser apenas clínico, com medicações para aliviar os sintomas e com o uso de meias-elásticas compressivas. Em outros casos, uma cirurgia pode ser feita para retirar as veias doentes. Existem diferentes tipos de tratamentos para as varizes, mas o mais importante são as medidas preventivas.

MARQUE SUA CONSULTA !!