quinta-feira, 22 de abril de 2021

Categoria » Blog – Acesse!

Reunião Científica da Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular

552_reunio_cientifica


Reuniões Científicas da SBACV

Reuniões SBACV


Matéria publicada no jornal “O Fluminense” – Revista de Domingo

 

Sem medo do verão, especialistas dão dicas de como tratar as varizes

“Para prevenir o aparecimento das varizes e microvarizes é importante evitar o excesso de peso e fazer exercícios aeróbicos com regularidade” Dr. Gustavo Solano – Cirurgião Vascular.

Para prevenir o aparecimento das varizes e microvarizes é importante evitar o excesso de peso e fazer exercícios aeróbicos com regularidade Gustavo Solano, médico. Fotos: Lucas Benevides                     Cristina Picanço tem microvarizes aparentes desde os 17 anos e há dois anos a situação piorou. Hoje, ela faz sessões de escleroterapia. Fotos: Lucas Benevides

Cristina Picanço tem microvarizes aparentes desde os 17 anos e há dois anos a situação piorou. Hoje, ela faz sessões de escleroterapia com o Dr. Gustavo Solano.

Especialistas falam das temidas varizes e das melhores formas de combatê-las. Para quem sofre com estes problemas, as dúvidas são muitas e o combate é constante

Estima-se que as varizes e microvarizes (os temidos “vasinhos”) sejam um problema que atinge 20 milhões de brasileiros, sendo causadas por fatores como genética, esforço diário, idade e sobrepeso. Com maior incidência nas mulheres e afetando, principalmente, a área das pernas e dos pés, a sensação de dor e inchaço, além da aparência prejudicada pelas linhas azuladas ou arroxeadas são as principais reclamações. Para quem sofre com estes problemas, as dúvidas são muitas e o combate é constante.

“Nossas veias possuem válvulas que, no caso das pernas, impedem que o sangue volte para os pés pela ação da gravidade. Se essas válvulas não funcionarem bem, o sangue fica ‘parado’ dentro das veias que se dilatam, ficam aparentes e sobrecarregam a circulação”, explica o médico Gustavo Solano, que é membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

O especialista diz, ainda, que não existe cura para o problema. “A retirada da veia doente através de um procedimento cirúrgico é a indicação mais comum no caso das varizes”, afirma.

Já no caso das microvarizes, um dos tratamentos disponíveis que eliminam as marcas e melhoram a aparência das pernas é a escleroterapia. Nela, o profissional injeta um medicamento que provoca a irritação das paredes dos vasinhos, que faz com eles interrompam o fluxo sanguíneo e “morram”.

“Essas veias retiradas em cirurgias ou que recebem esse tipo de medicamento não fazem falta ao sistema venoso já que, por estarem doentes, já haviam perdido a funcionalidade. O organismo encontra outros caminhos para fazer esse sangue circular”, aponta Gustavo, que afirma ainda que “para prevenir o aparecimento das varizes e microvarizes é importante evitar o excesso de peso, fazer exercícios aeróbicos com regularidade e usar meias elásticas de compressão”.

A fisioterapeuta Cristina Picanço, de 32 anos, tem as microvarizes aparentes desde os 17 e há dois anos a situação piorou. “Minhas avós e minha mãe também têm, e o fato de eu trabalhar em pé durante todo dia complica mais. Então, eu adotei a escleroterapia, que faz elas desaparecem. Não sinto dor com o procedimento, apenas uma pequena ardência. Procuro ainda correr na praia e na esteira para tentar evitar o aparecimento de novos vasinhos”, conta.

De acordo com a dermatologista Renata Ayd, outra incidência comum dos vasinhos é no rosto, aparecendo principalmente ao redor do nariz e nas bochechas. “Quanto maior a sensibilidade da pele e a exposição solar, maior a formação desses pequenos vasos na face. Eles podem ser lineares ou formar uma rede, nos chamados ‘nevos aranha’. O melhor tratamento neste caso é feito com um laser específico, que age tendo as hemácias como alvos para a cauterização”, esclarece.

 

Maquiagem para as pernas

De olho na insatisfação das mulheres com os vasinhos à mostra nas pernas, as empresas do ramo da beleza começaram a investir em produtos destinados a disfarçá-los na hora de usar os vestidos e shortinhos. São os sprays que atuam como uma espécie de base para a região. Disponíveis para os diferentes tons de pele, eles prometem, ainda, a hidratação.

“A aplicação é semelhante aos dos desodorantes aerossol. É só agitar, aplicar a dez centímetros da pele e esperar secar alguns minutos. O spray não mancha as roupas e tem uma textura bem fina. É um produto ideal para a brasileira que adora sol e gosta de se sentir segura até usando roupas mais curtas”, indica Alexandra Seitz, representante da Intt, uma das fabricantes do cosmético.

Segundo o maquiador Fernando Torquatto, de O Boticário, outra marca que dispõe do produto, algumas dicas para o uso da maquiagem é aplicá-la antes de se vestir para garantir a uniformidade da perna e verificar sempre se não ficou excesso do produto acumulado em alguma parte. “Na dúvida, use em pouca quantidade. Esse é um dos grandes segredos para garantir um efeito bonito e natural. Depois, se necessário, aplique uma nova camada”, aconselha.


Dia do Médico – Parabéns à todos os colegas de profissão!


Dia do Médico – Parabéns à todos os colegas de profissão!