segunda-feira, 25 de maio de 2020

Síndrome de May-Thurner

TRATAMENTO ENDOVASCULAR DA SÍNDROME DE COMPRESSÃO DA VEIA ILÍACA ESQUERDA – SÍNDROME DE MAY-THURNER – RELATO DE CASO.

Apresentado no X Congresso de Cirurgia Vascular do Cone Sul – Florianópolis – SC e no 11th Panamerican Congress on Vascular and Endovascular Surgery and 4th Venous Forum – Rio de Janeiro – RJ. Publicado na edição de maio/2011 do Jornal Vascular Brasileiro.

  

Objetivo: Relato de caso de paciente do sexo feminino, 21 anos, que procurou atendimento especializado apresentando de dor em membro inferior esquerdo e edema persistente, associado ao surgimento de varizes de pequeno calibre há cerca de três anos. Durante a investigação, foi realizado ecocolor Doppler dos membros inferiores, venografia e angiorressonância de abdome e pelve, que confirmaram a compressão extrínseca da veia ilíaca comum esquerda pela artéria ilíaca comum direita.

Metodologia: Em virtude da existência de sinais e sintomas que prejudicavam a qualidade de vida da paciente, optamos pela realização do tratamento cirúrgico, sendo escolhida a via endovascular. Foi realizada angioplastia venosa progressiva e implante de stent em veia ilíaca comum esquerda.

Resultados: Após liberação do stent, confirmou-se a sua perfeita localização, assim como a perviedade da veia ilíaca confirmada pelo escoamento do contraste em angiografia per-operatória. A paciente recebeu alta no dia seguinte ao procedimento, tendo evoluído com diminuição progressiva dos sinais e sintomas e permanece atualmente em acompanhamento ambulatorial.

Conclusão: Este caso demonstra a eficácia do tratamento endovascular para a síndrome de May-Thurner com melhora dos sintomas pela recanalização do sistema venoso, sem grandes riscos inerentes ao procedimento e com curto período de internação hospitalar.


Faça seu comentário


RSS dos comentários TrackBack 311 comentários