segunda-feira, 25 de maio de 2020

Síndrome Aórtica Aguda

SÍNDROME AÓRTICA AGUDA – ÚLCERA AÓRTICA COM PERFURAÇÃO – TRATAMENTO ENDOVASCULAR

Apresentado no XXXVIII Congresso Brasileiro de Angiologia e Cirurgia Vascular – Maceió – AL,  no 2nd Panamerican Congress on Vascular and Endovascular Surgery – Rio de Janeiro e no X Encontro de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Cone Sul – Florianópolis – SC.

Publicado na edição de Maio/Junho 2010 da REVISTA DE ANGIOLOGIA E CIRURGIA VASCULAR da SBACV.

Relato de caso de paciente masculino, 79 anos, negro, portador de doença renal crônica com rim terminal, que procurou o Serviço de Clínica Médica com quadro de lipotímia e dor abdominal intermitente. Durante investigação, manteve o quadro citado e apresentou queda progressiva no hematócrito. Realizou tomografia computadorizada de tórax e abdome e, após avaliação da equipe de Cirurgia Vascular, foi evidenciada imagem compatível com úlcera em artéria aorta abdominal justa-mesentérica superior. O exame mostrava ainda extravasamento do contraste, caracterizando a perfuração da úlcera.

Abordagem cirúrgica: Tendo em vista as condições clínicas do paciente, optou-se pela abordagem endovascular da lesão em caráter de urgência. Foi então confirmada a localização da rotura e realizado implante via femoral de endoprótese aórtica, considerando a possibilidade de oclusão da artéria mesentérica superior e necessidade de conversão do procedimento.

Após liberação da endoprótese, confirmou-se a sua perfeita localização, ocluindo o ponto de rotura arterial e preservando a circulação mesentérica. O paciente evoluiu de maneira satisfatória, sem queixas de dor abdominal e mantendo o tratamento clínico do quadro de insuficiência renal.

Conclusão: A úlcera penetrante de aorta é rara e de prognóstico desfavorável, podendo evoluir para ruptura transmural e morte. Ainda mais raros são os relatos de casos nos quais foram possíveis não apenas o diagnóstico angiográfico, mas sobretudo o tratamento endovascular com sucesso. A abordagem endovascular da úlcera aórtica rota sedimenta-se a cada dia como uma técnica extremamente eficaz no tratamento dessa patologia.

 


Faça seu comentário


RSS dos comentários TrackBack 28 comentários