segunda-feira, 25 de maio de 2020

Aneurismas – Endoprótese

 TRATAMENTO ENDOVASCULAR DE ANEURISMA AORTO-ILÍACO

COM IMPLANTE DE ENDOPRÓTESE RAMIFICADA – RELATO DE CASO.

Apresentado no X Congresso de Cirurgia Vascular do Cone Sul – Florianópolis – SC e no 11th Panamerican Congress on Vascular and Endovascular Surgery and 4th Venous Forum – Rio de Janeiro – RJ.

Objetivo: Relato de caso de paciente masculino, 57 anos, hipertenso, com quadro de doença pulmonar obstrutiva crônica, com queixa de dor abdominal intermitente. Realizou angiotomografia de abdome e pelve que evidenciou dilatações aneurismáticas em artérias aorta abdominal infrarrenal e ilíaca comum direita, além de ectasia da artéria ilíaca comum esquerda que englobava a bifurcação em artérias hipogástrica e ilíaca externa esquerdas.

Metodologia: Tendo em vista se tratar de um paciente jovem, sexualmente ativo e portador de doença aneurismática grave e função pulmonar comprometida, indicamos o tratamento endovascular dos dois aneurismas com implante de endoprótese bifurcada para preservação da artéria ilíaca interna esquerda. O procedimento foi realizado sem intercorrências.

Resultados: Após liberação da endoprótese e suas extensões, confirmou-se sua perfeita localização, com o devido selamento dos aneurismas e mantendo fluxo arterial para a artéria ilíaca interna esquerda. O paciente evoluiu de maneira satisfatória, sem queixas de dor, movimentando ativamente os membros inferiores e sem queixa de disfunção sexual. Após período de fisioterapia respiratória, recebeu alta e encontra-se em acompanhamento ambulatorial, já tendo realizado nova angiotomografia, que comprovou o sucesso da cirurgia.

Conclusão: O desenvolvimento das técnicas endovasculares ampliará a utilização das endopróteses fenestradas e ramificadas. O tratamento endovascular do aneurisma de artéria aorta abdominal e ilíacas com implante de endoprótese ramificada preservando a circulação para a artéria ilíaca interna, principalmente em pacientes com função sexual ativa, sedimenta-se a cada dia como uma importante arma para o cirurgião vascular na busca por um tratamento eficaz e pouco invasivo, em benefício dos pacientes.


Faça seu comentário


RSS dos comentários TrackBack 37 comentários